Sábado, Dezembro 4BLOGS
Shadow

Squid Game – o novo fenómeno de audiências

Estamos acostumados a tremer quando um filme de terror e assombração nos transporta até ao universo infantil.

Estamos habituados a vibrar ao assistir a produções americanas, inglesas ou até mesmo espanholas.

Mas, se antes nos poderíamos questionar sobre a hipótese de nos “rendermos” a uma série coreana, hoje já não.

Squid Game, traduzido para português, O Jogo da Lula é a prova disso sem nenhuma dúvida.

A série sul-coreana Squid Game quebra recordes a nível de audiência na Netflix, com mais de 112 milhões de espectadores no mês em que estreou.

Squid Game é a nova tendência de audiências, sendo já considerada como a série mais vista de sempre da plataforma de streaming Netflix, derrotando realizações como A Casa de Papel.

A série está registada para maiores de 16 anos, mas a história que representa jogos infantis tem vindo a cativar crianças e adolescentes e está a inquietar a comunidade escolar pela violência envolvida, que já descobriu exemplos de cópias na vida real em vários locais do mundo.

Squid Game é neste momento uma das séries da Netflix com mais êxito a nível global. Nesta altura e segundo a revista Forbes é a série mais vista em todo o mundo, entre os diversos países estão Portugal, Argentina, Brasil, Chile, Japão, México, Canadá, Qatar ou Uruguai e Estados Unidos da América.

A série sul-coreana conta a história de um grupo de pessoas endividadas e desesperadas para conseguir dinheiro.

Para as ajudar, uma organização misteriosa gerou uma competição onde o grupo deve fazer parte em jogos infantis tradicionais da Coreia do Sul e ganhar. Quem perder, morre!

As regras são “básicas”: o jogador não pode parar de jogar; o jogador não pode desistir do jogo; o jogo termina se a maioria quiser.

Trata-se de nove jogos carregados de sangue, que obrigam a desagregar enigmas, à inteligência, paciência e prudência.

Para obter mais detalhes e informação aceda a 22Bet PT.

A violência explícita, sexo, suicídio e tortura psicológica qualificam a série mais vista de sempre da Netflix para maiores de 16 anos, mas muitos pais consentem que crianças bem mais novas também assistam, muitas vezes sem supervisão dos mesmos.

Em alguns países europeus, como por exemplo Espanha, Bélgica e Reino Unido há informação de episódios de violência nas escolas, pelo que as autoridades locais já lançaram um aviso a professores e pais.

Em Portugal o problema também já esta a ser acompanhado pelas autoridades competentes.

Vários especialistas em segurança online de crianças e jovens alertam para a obrigatoriedade do controlo parental, uma vez que o acesso fácil a estes e outros conteúdos fazem com que as crianças se tornem mais frágeis.

Squid Game

Centenas de jogadores arruinados aceitam um invulgar convite para fazer frente em jogos infantis.

O prémio que os espera é aliciante, mas os desfechos são fatais.

Hwang Dong-hyuk, responsável pela produção coreana, teve de escutar diversos ‘nãos’ até obter luz verde dos estúdios para prosseguir com a sua ideia. O realizador iniciou a escrita deste drama apocalíptico sul-coreano em 2009.

A ideia do Squid Game nasceu da própria situação familiar de Hwang em 2009, posteriormente à crise financeira global que atingiu seriamente a sua terra natal .

“Eu estava com muitos problemas de ordem financeira, considerando que a minha mãe se reformou da empresa para a qual sempre trabalhou. Eu estava a trabalhar num filme, mas não conseguimos financiamento.

Então, eu não consegui trabalhar por cerca de um ano. Tivemos que fazer endividamentos – minha mãe, minha avó e eu.”

O sucesso do Squid Game seguramente fará com que os executivos da Netflix desejem mais, mas simplesmente não se sabe se eles irão convencer o director a pedir mais.

Votos: 15 | Pontuação: 4.5

No votes so far! Be the first to rate this post.

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *