óleos essenciais e vapers

O conhecimento tradicional atualmente é uma fonte para pesquisas na busca por novos compostos biologicamente ativos e como terapêutica efetiva que contemple os cuidados atuais para a saúde.

Como se podem obter óleos essenciais?

Os óleos essenciais são extraídos das plantas de muitas maneiras. As três maneiras mais comuns são a destilação a vapor, a expressão e a enfleurage.

A destilação a vapor é o método mais comum. É bombeado vapor a alta pressão através das flores ou parte da planta que contém o óleo essencial, que quando arrefece resulta no óleo essencial e em água. Os óleos essenciais são então separados da água, um processo fácil, porque os óleos não se misturam com a água.

A expressão (pressão) é utilizada para extrair os óleos de citrinos. Isto significa que os óleos são literalmente expremidos a partir da casca. Se passar com a unha ao longo da casca de uma laranja as pequenas gotas de líquido que surgem são o óleo essencial. Isto exemplifica a grande quantidade de óleos essenciais que se podem obter dos citrinos, o que faz com que sejam mais baratos, mas não menos terapêuticos.

Enfleurage significa enfloração. As pétalas de rosas, jasmim e neroli são tão delicadas que este método é muitas vezes empregue para não as sujeitar a altas temperaturas. Envolve o revestimento das pétalas com cera, que absorve o óleo essencial. Os solventes são então usados para separar o óleo da cera. Este óleo é, por isso, referido como um absoluto.

Bergamota – regenerador, melhora o humor, enjoos, ansiedade e medo

Pimenta preta – quente, fortificante, dores e desconforto

Cedro – acalma os nervos, dores e desconforto, repelente de insetos

Camomila – calmante, reconfortante, crianças, bebés, dormir

Canela – exaustão, calafrios, quente

Salva esclareia – melhora o humor, calmante, equilíbrio

Endro – reconfortante, calmante, bebés

Eucalipto – congestão, regenerador, dores e desconforto, repelente de insetos

Olíbano – pele seca, calmante, concentração, reconfortante

Toranja – pele oleosa, regenerador, melhora o humor, fadiga, náuseas

Baga de zimbro – exaustão, calafrios, quente

Lavanda – equilíbrio, cortes, picadas, sono, reconfortante

Limão – regenerador, constipações, náuseas, repelente de insetos

Citronela – nervos, repelente de insetos, pele oleosa

Lima – regenerador, calmante, refrescante

Tangerina – cicatrizes, calmante, melhora o humor, crianças

Neroli – pele sensível, cicatrizes, perfume, ansiedade

Laranja doce – melhora o humor, concentração, regenerador

Palmarosa – exaustão mental, calmante, reconfortante

Patchouli – stress, exaustão nervosa, irritações cutâneas, repelente de insetos

Hortelã-pimenta – revitalizante, estimulante, náuseas, descongestionante

Petitgrain – pele oleosa, stress, exaustão, melhora o humor

Ravensara – descongestionante, reconfortante, calmante

Gerânio rosa – pele mista, melhora o humor, equilibra, repelente de insetos

Rosa damascena – pele sensível e seca, perfume, melhora o humor

Alecrim – pele oleosa, concentração, estimulante, descongestionamento

Árvore do chá – manchas, cortes, picadas, antibacteriano, limpeza

Ylang Ylang – afrodisíaco, perfume, pele mista

São considerados a alma de uma planta e são os principais componentes bioquímicos de ação terapêutica das plantas aromáticas e medicinais. A título ilustrativo, uma gota de Óleo Essencial em geral corresponde a 20 ou 30 xícaras de chá daquela erva/planta aromática.

A utilização de Óleos Essenciais não deve ultrapassar 2% do total. Ou seja, para cada 100 ml de veículo (álcool, vapers, óleo vegetal, bases neutras, água) devemos aplicar apenas 2 ml de Óleo Essencial (em torno de 40 a 50 gotas, dependendo da viscosidade do Óleo Essencial).

Os Óleos Essenciais são procedentes dos mais variados cantos do mundo e seu preço é sempre elevado e individual quando comparado à grande maioria das essências comercializadas no mercado – que, ao contrário dos Óleos Essenciais, são produzidas sinteticamente em laboratório – possuindo em geral um cheiro agradável, mas destituídas de qualquer propriedade terapêutica.

óleos essenciais

Vote neste artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*