Deixar de fumar – Hipnose Clínica

Deixar De Fumar

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo

Estima-se que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas),sejam fumadores.

Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam

A pessoa que fuma fica dependente da nicotina. Considerada uma droga bastante poderosa, a nicotina atua no sistema nervoso central como a cocaína, heroína e álcool mas com uma diferença: chega ao cérebro em apenas 7 a 19 segundos.

É normal, portanto, que, ao parar de fumar, os primeiros dias sem cigarros sejam os mais difíceis, porém as dificuldades tendem a ser menores a cada dia.

Deixar De Fumar

Tabagismo em Números

  • 12 mil mortes no ano de 2013 em Portugal em doenças relacionadas com o tabagismo
  • 25% das mortes causadas por doenças coronária – angina e infarte do miocárdio
  • 45% das mortes por infarte agudo do miocárdio na faixa etária abaixo dos 65 anos
  • 85% das mortes causadas por bronquite crónica e efisema pulmonar (doença pulmonar obstrutiva crónica)
  • 90% dos casos de cancro de pulmão (entre os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos)
  • 25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral)
  • 30% das mortes decorrentes de outros tipos de cancro (de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia).

Relativamente a pessoas não fumadoras, o fumador tem : 

  • 10 vezes mais probabilidade de adoecer de cancro de pulmão
  • 5 vezes mais probabilidade de sofrer infartes
  • 5 vezes mais probabilidade de sofrer de bronquite crónica e efisema pulmonar
  • 2 vezes mais probabilidade de sofrer derrame cerebral.

 

Se parar de fumar agora

  • após 20 minutos a sua pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal,
  • após 2 horas não há mais nicotina no seu sangue
  • após 8 horas o nível de oxigénio no sangue normaliza
  • após 2 dias o seu olfato já percebe melhor os cheiros e o seu paladar já degusta melhor a comida
  • após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação sanguínea melhora
  • após 10 anos o risco de sofrer infarte do coração será igual ao de quem nunca fumou, e o risco de desenvolver cancro de pulmão é reduzida para metade
  • após 20 anos o risco de desenvolver cancro de pulmão será quase igual ao de quem nunca fumou.

Outras doenças relacionadas ao tabagismo:

  • Hipertensão arterial
  • Aneurismas arteriais
  • Úlcera do aparelho digestivo
  • Infecções respiratórias
  • Trombose vascular
  • Osteoporose
  • Cataratas
  • Impotência sexual masculina
  • Infertilidade feminina
  • Menopausa precoce
  • Complicações na gravidez.

Medos comuns para quem deixa de fumar

  1. Sintomas da síndrome de abstinência

Quando o fumador para de fumar, pode apresentar alguns sintomas desagradáveis, tais como: dor de cabeça, tonturas, irritabilidade, agressividade, alteração do sono, dificuldade de concentração, tosse, indisposição gástrica e outros.

Esses sintomas caracterizam o síndrome de abstinência da nicotina, porém, não acontecem com todos os fumadores que param de fumar. Quando acontecem, tendem a desaparecer entre uma a duas semanas (alguns casos podem chegar a 4 semanas).

Alguns dos sintomas, como dor de cabeça, tonturas e tosse são sinais do restabelecimento do organismo sem as 4.720 substâncias presentes no fumo do cigarro.

O sintoma mais intenso, e mais difícil de se lidar é a chamada “fissura” (grande vontade em fumar). É importante saber que a “fissura” geralmente não dura mais que 5 minutos, e tende a ficar mais tempo que os outros sintomas.

Porém, ela vai reduzindo gradualmente a sua intensidade e aumentando o intervalo entre um episódio e outro.

  1. Recaída

A recaída caracteriza-se pelo retorno ao consumo de cigarros após parar de fumar, e não deve ser encarada como fracasso. Comece tudo novamente e procure ficar mais atento ao que fez voltar a fumar. Dê várias chances a si… até conseguir.

Muitos fumadores que deixaram de fumar fizeram, em média, de 3 a 4 tentativas até parar definitivamente.

  1. De engordar

Se a fome aumentar, não se assuste, é normal um ganho de peso, pois o seu paladar vai melhorando e o metabolismo normalizando. De qualquer forma, procure não comer mais do que de costume.

Evite doces e alimentos gordurosos. Mantenha uma dieta equilibrada com alimentos naturais e de baixa caloria, frutas, verduras, legumes etc.

Atividade física também ajuda no controle do peso. Beba sempre muitos líquidos, de preferência água e sumos naturais. No início, evite café e bebidas alcoólicas, pois estes estimulam a vontade de fumar.

O mais importante é escolher uma data para ser o seu primeiro dia sem cigarro. Este dia não precisa ser um dia de sofrimento. Faça dele uma ocasião especial e procure programar algo que goste de fazer para se distrair e relaxar.

A razão pela qual a hipnose é tão eficaz no deixar de fumar é que ela trabalha com o nosso subconsciente onde está o impulso de fumar.

São muitos aqueles que tentam deixar de fumar, no entanto contra hábitos enraizados torna-se extremamente difícil, mas quando se elimina o impulso interior, a vontade de fumar simplesmente desaparece e não requer qualquer esforço para não fumar.

Além disso não existe substituição ou seja não se ganha peso, isso acontece quando o vicio não foi eliminado e a pessoa compensa o não ter o cigarro na boca com um petiscar constante, do qual nem se apercebe.

Com a Hipnose Clínica nada disso ocorre.

Deixar De Fumar

Vote neste artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*